Baratas

As baratas são consideradas veiculadoras de doenças causadas por disseminação mecânica de patógenos diversos tais como esporos de fungos, bactérias, vírus, etc., nas pernas e corpo, adquiridas quando percorrem esgotos e lixeiras ou outros lugares contaminados.

Barata Alemã (Blattella Germânica)
Trata-se de baratas de pequeno tamanho, altamente prolíficas. Como ninfa chegam a medir um milímetro. Os lugares preferidos para se abrigarem são tímidos e geralmente passam despercebidos aos nossos olhos, como por exemplo, azulejos quebrados, batentes de portas, armários e prateleiras de madeira, vãos e cavidades em geral, motores de equipamentos de cozinha, atrás e debaixo de pias e balcões, etc.

Áreas onde ocorrem a manipulação e armazenagem de alimentos estão sujeitas a infestação pela B. germânica. Assim, embalagens de produtos são um eficiente mecanismo de dispersão da praga, uma vez que elas se alojam facilmente em pequenos espaços em caixas de papelão, sacos plásticos e outros materiais. É desta maneira que a barata alemã, assim como outras, pode se dispersar com facilidade para qualquer lugar.

barata-alema

Barata Alemã (Blattella Germânica)

 

Barata do Esgoto (Periplaneta Americana)
As baratas americanas podem viver em grandes grupos sobre paredes nuas, desde que não haja perigo ou distúrbios constantes, como limpeza, etc. No entanto, normalmente apresentam um comportamento mais tímido, vivendo em ambientes mais reclusos e maiores, uma vez que se tratam de insectos grandes, que não podem se esconder em qualquer lugar.

Os locais preferidos para os adultos se estabelecerem são os esgotos, as caixas de inspecção, as galerias de águas pluviais, as caixas eléctricas. Aparecem também em áreas pouco frequentadas por pessoas como os arquivos e depósitos em geral.

Barata do Esgoto (Periplaneta Americana)

Barata do Esgoto (Periplaneta Americana)

 

Barata Oriental (Blatta orientalis)
A barata oriental é outra espécie doméstica caracteriza-se por não poder voar, pois possui asas muito curtas. Os adultos são de cor vermelho escuro, quase preto, e seu corpo tem uma aparência pesada, especialmente nas fêmeas. Estas medem cerca de 3 a 4 cm e os machos, 2 a 3 cm de comprimento. Alimentam-se de qualquer tipo de matéria orgânica em decomposição, especialmente o lixo onde procuram restos em latas vazias. Com água, podem viver até um mês sem comida; sem água, não resistem mais de duas semanas. São encontradas com frequência tanto fora como dentro de casa, nos quintais por debaixo de folhas e pilhas de madeira, no canteiro de flores; também em esgotos, ralos e em zonas húmidas.

barata-oriental-e1426850274669-320x240

Barata Oriental (Blatta orientalis)

Partilhar isto:


 
Fale Connosco


Campos marcados com * são obrigatórios.